4
Dia 4, quarta-feira, 09/01/2008

Montevideo a Punta del Este, 130km

Levantei cedo, apesar do calor dormira bem, o desayuno simplezinho, cafe, medialunas, marmelada, jugo de naranja, nao precisa mais... Combinei um late checkout na recepcao, eram 7:30, peguei um taxi, ate o porto, nao é longe, mas no calor que ja fazia, ia ser complicado.


calle convencion, em frente ao hotel hispano
a carroça é dos catadores...

O combinado era encontrar a familia de meu irmao, chegando de navio... Pra entrar no porto foi complicado, seguranca, etc, mas no fim o pessoal de terra da CVC, que recepcionaria os passageiros para o tour me ajudou. Perto das 9:00 desceram, varias pessoas conhecidas, me contaram que em Itajai, 60km de Blumenau, embarcaram 600 pessoas... Consegui me agregar ao tour por Montevideo, o melhor de tudo era o ar-condicionado... Um city tour desse tipo sempre vale a pena, dá uma visao geral da cidade, mesmo estando de carro, ou moto, levaria dias para descobrir tudo que nos é mostrado em 2 ou 3 horas. A primeira parada foi na Plaza Independencia, onde havia estado na noite anterior, algumas fotos com a familia, depois os parques, as areas residenciais, o guia responde que o Uruguay sim tem favelas ( nao as visitamos ), em função do exodo do campo, e da crise do comeco dos anos 2000, que fez muitos de classe media descer um ou dois degraus, criando problemas de adaptação, ate, alem dos obvios; em consequencia a violencia tambem cresce, apesar de estar longe do caos das grandes cidades brasileiras.


plaza Independencia com familia

Muita arquitetura antiga, muita coisa bem conservada, mas outras aguardando reformas urgentes... pela arquitetura da pra imaginar a Suiça sul americana dos anos 30, 40, até 50. O servico de limpeza tambem poderia ser mais eficiente, ou talvez por fazer compara~ções com cidades europeias, fica a impressao de que ha bastente por melhorar ... mas no geral é uma cidade bem agradavel, tranquila se pensarmos no seu tamanho.

O onibus segue para as praias, a margem do Rio de La Plata, as belas ramblas, novamente a maioria dos predios traem a historia economica da cidade; mas ha muita coisa nova tambem, nao parece que esta estagnada a cidade; visitamos o lendario estádio centenário, copa de 30, a primeira, vencida pelo Uruguay; junto com a copa de 50 no Brasil, os pontos altos do esporte uruguayo, tem um museu que cultua esse passado, interessante pra quem curte futebol e sua historia. Por ultimo fazemos uma parada em um shopping, um shopping é um shopping, nao muito diferente dos brasileiros, tem ate loja da Hering, Zara, e outros nomes conhecidos de quem frequenta os similares brasileiros.


predio da Antel, telecomunicacoes


palacio legislativo


a carroça


celeste


meu irmao e sobrinho filmando


Uruguay campeon !


nostalgia

E voltamos ao porto, perto das 14:00, sugestão, almocar no mercado do porto, vamos la ! Aproveito pra comprar algumas coisas pro pessoal la em casa, e depois fomos todos, um grupo de 10 pessoas, experimentar uma parrillada acompanhada de cerveza de litro, claro... A parrillada comum é meio exotica pros brasileiros, tem muitas partes nao nobres, miudos, sei la, o melhor e a só de carne, um pouco mais cara, mas pra quem é de SP vai achar baratissimo. Foi muito bom o almuerzo, com drink cortesia e tudo, alguns litros de Patricia, cafezinho e tudo mais, e o mercado tambem é bacaninha, vale a visita.


almuerzo no mercado

Me despedi da turma do navio, ja eram quase 16:00, voltei pro hotel pra pegar minhas coisas, resgatar a moto no estacionamento, e voltar pra estrada, pra Punta del Este de novo; ja fazia umas 20 horas que eu nao andava de moto, tava com coceira...

Sai do centro, o hotel fica a uma quadra da 18 de julio, em direcao ao porto, e sigo pelas ramblas para o leste, abasteci num ANCAP a beira mar, digo, beira rio..., e percorro o caminho inverso do onibus de horas atras. O tempo ta mais nublado, ainda quente, sera que vai chover ?


playas de Montevideo


cervezas de litro na estacion de servicio


Cassino Carrasco, dizem que o Trump vai reformar...

Ruta 1, entrei em Piriapolis, foi o balneario da moda muitos anos atras, tem um hotel cassino, imensas colunas, um calçadão bonito a beira mar, um cerro de onde se tem uma bela vista panoramica.


Piriapolis


vista do cerro


essas motinhos tem por tudo

La em cima, cheio de turistas, chuva rapida, depois um incrivel arco iris, nitido como nunca vi...


arco iris

Tava ficando tarde, segui pra Punta, passei pela entrada de Punta Ballena, o sol mergulhando, a beira mar da playa mansa, belos predios, baixos, a luz dourada banhando tudo, por de sol de cartao postal, esse é O lugar... Ao longe os predios do centro de Punta, sigo pra la, o hotel reservado, Puerto las Palmas, fica na peninsula, parte mais antiga da cidade, na ponta, onde é proibido construir em altura.


chegando em Punta


não é lindo ?...

Cheguei, o sol se pondo, o 1o. engarrafamento da viagem, na regiao do porto de iates, bares, mesas na calcada, muitos carros, todo mundo circulando, um agito so; cheguei a ponta da punta com o ceu roseo ficando escuro, dezenas de jovens curtindo o espetaculo, grupos barulhentos, astral de ferias.


punta de la peninsula

Logo encontrei o hotel, muito bem localizado, pertinho do porto, a ideia é repetir o tour com a familia dia seguinte, o navio aporta durante a noite. No hotel nao tem garagem , mas coloquei a moto quase dentro da recepcao, a senhora que me atendeu, presumo dona do hotel, levou mais de meia hora pra prencher os papeis do checkin, fui ao quarto, é tudo tao velho quanto a senhora, mas simpatico, combina com o ar nostalgico da ponta da peninsula, tao tranquilo, e tao perto do agito da Calle Gorlero, do porto... depois de me acomodar fui pra Gorlero, telefone pro Brasil, caminhei a calle toda, na loja da Manos del Uruguay comprei uma manta pra Claudia, fizemos o mesmo em 88, muito bonitos os produtos artesanais de lã, excelente presente pra trazer do Uruguay... Escolhi um restaurante em cima do calcadao pra cenar, e tomar o 2o. litro do dia... Depois, caminhei de volta pro hotel, a cidade ferve, tem um vento meio suspeito, parece que vai chover, ta virando o tempo ? Muitos lugares charmosos, caros tambem, musica ao vivo, a praça do artesanato lotada, quase 2 da manha, nao ha sinal de que vai sossegar... Vou dormir tarde, em punta tem que ser...


show na praça, 22:30


restaurante calle Gorlero, 24:20


praça do artesanato, 24:30


perto do porto


iluminação

< dia 3  |  dia 5 >